Identidade visual do ConectaIF 2022 evolui mantendo a ideia de união


A identidade visual do ConectaIF passou por redesign para uma nova etapa do evento e nesta 5ª edição traz a inspiração simbólica em seus traços das tesourinhas de Brasília e da ideia de pontos de interseção, a união dos diversos públicos e dos pilares que compõem o evento: o ensino, a pesquisa, a extensão bem como a arte e a cultura.

O programador visual do IFB Ítalo Rios Cary, em entrevista, explica a evolução da identidade do ConectaIF.


História em movimento


A identidade visual original do ConectaIF nasceu com o evento, no ano de 2016 e àquela época, teve como impulso criativo a própria marca da Rede Federal. Assim, enquanto os contornos quadrangulares faziam referência às formas da logo dos IFs, a ligadura entre as letras C e IF representava conceitos com ponte, conexão e vínculo. A primeira versão da identidade trazia, inclusive, as cores verde e vermelho, tão características da assinatura visual dos institutos. Embora ela tenha recebido um tratamento gráfico diferente em cada uma das quatro edições do Encontro e tenha passado por pequenos ajustes de desenho, até então, a logo nunca havia passado por grande redesign e manteve seus traços originais até a edição de 2019.



A quinta edição do evento se apresenta como um cenário para grandes reencontros, uma vez que acontece após um hiato de dois anos e em um momento repleto de transformações e desafios. Com isso em mente, vimos que esse seria o momento certo para trazer ao evento uma cara nova, tanto como forma celebração a esse retorno quanto como uma forma de acolhida para os diversos públicos que dão vida ao ConectaIF. Desse modo, o processo de criação se iniciou com a busca por um símbolo que sintetizasse os sentimentos mais marcantes do evento e que, ainda, permitisse um número maior de possibilidades de aplicações em relação à identidade visual original. Em síntese, foi isso que levou à supressão da ligadura entre os elementos C e IF na marca, para que um símbolo pudesse ser criado garantindo maior liberdade para a identidade visual.

Imaginário visual da Capital Federal


Desde sua primeira edição, o ConectaIF estimula a participação de representantes de toda a Rede Federal. Acredito que inserir elementos marcantes do imaginário visual do DF é uma forma tanto de dar as boas-vindas, mostrando um pouco da Capital para os visitantes e reforçando entre o público local, nossa própria identidade.

Essa estratégia tem sido utilizada desde a primeira edição do ConectaIF. A princípio, de forma tímida, com a inserção de imagens de pontos turísticos do DF em alguns painéis impressos em lona para uso como fundo para fotos.

Já nos dois anos seguintes, 2017 e 2018, o evento cresceu muito — tanto em dimensões físicas quanto em público — e aconteceu no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, centro da Capital Federal. A partir dali o uso dessas referências visuais se intensificou, sendo determinantes para a programação visual do evento: primeiro com a homenagem à obra de Athos Bulcão, com seus painéis de azulejos tão integrados ao cotidiano urbano de Brasília e, no ano seguinte, com a criação de um conjunto de cobogós que foram inspirados nas tradicionais fachadas das superquadras de Brasília e que conduziram toda a produção gráfica da edição do evento.

ConectaIF 2022


A nova identidade visual teve três pontos de partida: os conceitos de união e conexão, bem presentes na história do evento; as tesourinhas de Brasília que foram concebidas pelo arquiteto e urbanista Lúcio Costa e que com suas curvas suaves conduzem o trânsito pelo Eixo Rodoviário; e por fim, a forma quadrangular com cantos arredondados, tão característicos da marca IF.



Inspirados por estas ideias, criamos um símbolo com formas coloridas, influenciadas nos traços das tesourinhas, mas que na marca parecem entrelaçadas como nós, aludindo a representações gráficas de conjuntos, como o Diagrama de Venn. Assim, os pontos de interseção representam a união dos diversos públicos e dos pilares que compõem o evento: o ensino, a pesquisa, a extensão bem como a arte e a cultura. A proposta era a de construção de um ícone único que pudesse, apoiado na variação dos valores tonais das cores aplicadas, ser utilizado para destacar os diferentes eixos do evento.

Por fim, para as cores da aplicação principal da identidade visual, partimos do verde e vermelho, que são as cores tradicionais presentes na marca do IFB e a elas foram somadas o azul e o amarelo alaranjado.

Desde o seu lançamento, a identidade visual tem sido utilizada em peças como o site do ConectaIF 2022 e os materiais de divulgação dos editais dos subeventos que compõem o Encontro e, aos poucos, tem sido conhecida pelo público. Com isso, percepções diferentes são relatadas e significados novos vão, de forma natural e bem-vinda, sendo atribuídos tais quais a associação dela a pétalas, flores ou a cobogós.

101 visualizações

Posts recentes

Ver tudo